RN Governo - Agosto

Aliados de Bolsonaro criticam operação da PF que tem ex-presidente como alvo

A ex-ministra da Mulher do governo Bolsonaro e atual senadora pelo Distrito Federal, Damares Alves (Republicanos-DF), e o líder do Partido Liberal no Senado Carlos Portinho (PL), criticaram a operação realizada pela Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (8) que mira em Jair Bolsonaro e ex-ministros da gestão do ex-chefe do executivo. A ação cumpre 33 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e 48 medidas cautelares.

Por meio de uma postagem nas redes sociais, Damares disse que o sentimento diante da operação é de ‘indignação’. “Na manhã de hoje não há outro sentimento que não seja o de indignação, mas não podemos dizer que estamos surpresos. Sabemos como funciona o mecanismo. Muitos não acreditavam quando a gente falava e agora estão vendo tudo acontecer. Que Deus tenha misericórdia do nosso país”, disse a ex-ministra.

Carlos Portinho, por sua vez, afirmou que o inquérito é ‘sem precedentes’ e que as investigações miram principalmente lideranças de oposição ao atual Governo e membros das forças armadas. “Acua, persegue, silencia e aplaca a oposição no Brasil querendo exterminar politicamente os seus opositores com a mão de ferro do judiciário e a Polícia do Estado. Agoniza a democracia brasileira!”, declarou.

A operação da PF tem como alvo uma suposta organização criminosa que teria realizado golpes para manter o ex-presidente do país, Jair Bolsonaro (PL), à frente da chefia do executivo. Além de Bolsonaro, também estão entre os alvos de busca e apreensão ex-ministros da gestão passada, como Braga Netto, Augusto Heleno, Anderson Torres e Paulo Sérgio Nogueira.

Durante as ações, o presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. De acordo com informações do Jornal O Globo, a arma estava em nome do filho de Valdemar e com a documentação vencida. Também foi apreendida uma pepita de ouro bruta que será encaminhada ao Instituto Nacional de Criminalística (INC) da PF para ser periciada.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras