sao joao assu

Balde de agua fria nos planos da oposição

A marcação da data da diplomação do prefeito, Gustavo Soares, e de sua vice, Fabielle Bezerra, para o próximo dia 17 de dezembro, caiu como um balde de água fria para alguns seguidores do sistema derrotado nas eleições municipais deste ano que divulgou amplamente a possibilidade de cassação do registro de sua candidatura.

Mesmo antes do anúncio , alguns representantes do cartório eleitoral, já apontavam, em entrevistas cedidas para diversos órgãos de imprensa, que não há qualquer fato que aponte para mudanças no resultado ou nos trâmites de pós-eleição.

Outro fator apontado pelo Chefe do Cartório Eleitoral, Carlos Rogério em participação na última segunda-feira, 30 de novembro, na rádio 104 FM, não há processos para cassação de mandato, de registro de campanha ou ainda a realização de outra campanha eleitoral.

O fato de tentar reverter o resultado nas urnas por parte da oposição é recorrente, sendo acionada a cada resultado desfavorável em eleições, como exemplo, com a derrota na campanha municipal de 2016, iniciou uma série de tentativas para desaprovar as contas do então candidato, Gustavo Soares, que não tiveram êxito em qualquer instância jurídica.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras