sao joao assu

Bloco independente diminui maioria de Fátima na ALRN

 

A formação de um bloco parlamentar independente desfalca a base da governadora Fátima Bezerra (PT) na Assembleia Legislativa, que deixa de ser maioria em plenário, caindo de 14 para 10 deputados, para 11 governistas, 9 opositores e 4 independentes. O novo bloco é integrado pelos deputados  Ivanilson Oliveira (União Brasil), Dr. Kerginaldo e Galeno Torquato (PSDB) e Terezinha Maia (PL), que deixam de apoiar o governo em função do desgaste político ocasionado, sobretudo, por falta de compromisso com as demandas municipais nas áreas de saúde, educação, segurança e infraestrutura. Galeno já se declarava de oposição.

 

Com mais peso político, a bancada de oposição continua com nove deputados, mas acrescidos dos votos dos quatro deputados independentes, tornam-se o fiel da balança na deliberação de matérias que dependem do quorum qualificado de 2/3 ou de maioria absoluta (metade + 1) dos 24 votos da Assembleia e que sejam de interesse do Executivo.

 

Como os deputados Dr. Kerginaldo e Ivanilson Oliveira  estão no Rio de Janeiro  (RJ) representando a Assembleia numa feira de turismo e de lá seguem para Buenos Aires, capital da Argentina, onde participam, juntamente, com os deputados Tomba Farias (PSDB), Taveira Júnior (União Brasil) e Luíz Eduardo (Solidariedade) de outra feira turística, a  formalização do bloco independente, no plenário da Casa, só deve ocorrer na primeira ou segunda semana de outubro.

 

Os quatro deputados chegaram a um acordo já na terça-feira (26), com a tendência de indicação do deputado Galeno Torquato para exercer a liderança do grupo. “É o mais experiente e com mais tempo de Casa”, justificou o deputado Ivanilson Oliveira, embora o recém-formado bloco parlamentar, regimentalmente, passe a funcionar informalmente, de maneira que cada deputado vote,  no plenário e nas comissões, nas propostas legislativas sem se comprometer com as lideranças de bancadas partidárias.

 

O deputado Galeno Torquato disse que “o nosso compromisso, enquanto um grupo independente, é com o Rio Grande do Norte.  O objetivo do nosso bloco é analisar e votar, sempre em conjunto, sem ideologia, com diálogo, a favor de matérias e iniciativas que tragam benefícios para a população potiguar, analisando com objetividade e imparcialidade”.

 

Torquato complementou que “o surgimento deste bloco garante mais pluralidade às decisões dos parlamentares que compõem a Assembleia Legislativa”.

 

O deputado Dr. Kerginaldo admite que os quatro deputados que passam a integrar o novo bloco parlamentar estavam sem prestígio político no atendimento de pleitos dos prefeitos e das populações de  municípios onde possuem bases eleitorais, pois “reivindicavam, não saia nada e a gente precisa dar satisfação à população”.

 

“A gente precisava ter mais vez e mais voz no governo”, chegou a dizer o deputado Dr. Kerginaldo, pelo fato de que as estradas no interior estão esburacadas e o governo nada tem feito para restaurá-las, como em São Migual, na região Oeste, principal base eleitoral de Galeno Torquato.“A gente não vai fazer oposição radical ao governo, votaremos matérias que sejam a favor do Estado, mas não votaremos tudo o que o governo quiser”, adiantou Dr. Kerginaldo.

 

Ivanilson Oliveira disse que o povo tem cobrado ações do governo no interior, que por não cumprir os pedidos da população, termina desgastando politicamente o deputado que é ligado ao governo. “Desgaste por desgaste é melhor ficar num bloco independente”, disse ele, cuja irmã Divanize Oliveira (PSD) é prefeita em Baraúnas.

 

Pleito de 2024 também teve influência

 

Além do descumprimento de demandas no interior, questões inerentes às eleições municipais de 2024 também motivaram o rompimento político, como é o caso da deputada Terezinha Maia, que não estaria sendo bem tratada na administração municipal de São Gonçalo do Amarante pelo prefeito Eraldo Paiva (PT),  que assumiu o mandato em maio de 2022 em decorrência do  falecimento do seu marido e então prefeito Paulo Emídio Medeiros.

 

Paulo Emídio era aliado político do atual secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Jaime  Calado, que pode deixar o cargo para voltar a disputar a prefeitura de São Gonçalo contra o prefeito Eraldo Paiva.

 

“Estou nessa fase de independência, mas manterei meu perfil de priorizar o bom diálogo. Votarei nas pautas conforme o interesse do povo potiguar, e não por pertencer a determinado grupo”, disse a deputada Terezinha Maia, que completou: “O Rio Grande do Norte precisa de ações efetivas que melhorem a vida do nosso povo tão sofrido”.

 

Blocos parlamentares no legislativo estadual

 

Bloco independente

 

Deputada Teresinha Maia (PL)

Deputado Galeno Torquato (PSDB)

Deputado Dr. Kerginaldo (PSDB)

Deputado Ivanilson Oliveira (União)

 

Bloco de oposição

 

Deputado Adjuto Dias (MDB)

Deputado Coronel Azevedo (PL)

Deputada Cristiane Dantas (SDD)

Deputado Gustavo Carvalho (PSDB)

Deputado José Dias         (PSDB)

Deputado Nelter Queiroz             (PSDB)

Deputado Tomba Farias (PSDB)

Deputado Luiz Eduardo (SDD)

Deputado Rosano Taveira (União)

 

Bloco do governo

 

Deputada Divaneide Basílio (PT)

Deputado Francisco do (PT)

Deputada Isolda Dantas (PT)

Deputado Dr. Bernardo (PSDB)

Deputado Ezequiel Ferreira (PSDB)

Deputado Kleber Rodrigues (PSDB)

Deputado Ubaldo Fernandes (PSDB)

Deputada Eudiane Macedo (PV)

Deputado George Soares             (PV)

Deputado Hermano Morais (PV)

Deputado Neilton (PL)

 

Fonte – Partidos políticos

anuncie

design grafico