PMA Outubro Rosa

Deputados esperam uma mensagem mais realista sobre o RN

A abertura do ano legislativo do Rio Grande do Norte acontecerá na manhã desta segunda-feira (4) com a leitura da mensagem anual da governadora Fátima Bezerra (PT) na Assembleia Legislativa. Embora os legisladores da oposição esperem que o diretor executivo não apresente quaisquer novas propostas no primeiro semestre de 2024, após o recesso parlamentar de final de ano, os legisladores estão confiantes de que o balanço do governo está equilibrado nesta medida. situação. Será positivo.

O presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) abre o ano legislativo, com rito formal a partir das 9 horas: ““A nossa expectativa é que 2024 seja um ano legislativo com grande produtividade. Com alto índice de aprovação e votação de matérias de alta relevância para o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte, assim como ocorreu no ano passado”.

Os atos formais como a revista às tropas da Polícia Militar do RN e a foto oficial, tradicionais na abertura das atividades legislativas, estão confirmados. A primeira sessão ordinária da 64ª Legislatura está prevista para o dia seguinte, terça-feira (6). A solenidade será transmitida ao vivo através da TV Assembleia (Canal aberto 10.3) e também pelas redes sociais do Poder Legislativo no @assembleiarn.

O deputado oposicionista José Dias (PSDB) colocou em dúvida a possibilidade de anúncio de algo positivo neste começo de segundo ano de segundo mandato da governadora do Estado: “Este ano, a noite do Oscar será, me parece, mais tarde do que costuma ser – em março. Mas, acredito que, se agora, nesse início de fevereiro,pudéssemos comparar, diríamos: já vimos muitas peças de ficção melhores!”.

José Dias prosseguiu: “Como estamos diante de um segundo governo, provavelmente diremos o contrário: já vimos muitas peças de ficção medíocres, mas a governadora, por sua imensa e infindável capacidade de nos surpreender – negativamente – conseguirá superar a si mesma”.

Para José Dias, “é típico dela e do seu partido terem por instrumento a ficção, a mentira, anarrativadesconectada da realidade – isso, por um motivo bastante simples: a realidade, por si só,é uma sentença condenatória deste governo”. Então, segundo Dias, “resta a ela perder-se e emaranhar-se nas teias da má ficção. A governadora, por sinal, é vezeira nisso, mas como está mergulhada até o topo numa crise administrativa, gerencial e política, temo o pior”.

A deputada de oposição Cristiane Dantas (Solidariedade) disse que a expectativa, “é que, de fato, ela traga a verdade, que nos apresente números não fantasiosos de ações que não foram realizadas acerca de problemas que perduram ao longo de anos”. “Espero que ela tenha uma visão mais real do Estado com relação, por exemplo, ao índice de educação básica, da evasão escolar, e sobre as medidas necessárias para investimentos e equilíbrio fiscal do estado”, acrescentou a deputada.

Outro deputado de oposição, Luiz Eduardo (Solidariedade), declarou que, “provavelmente Fátima vai mentir e dizer que as muitas fraquezas da gestão dela, que começou há cinco anos, é culpa de Bolsonaro ou dos Governadores antigos”.

O líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, disse acreditar que “da mesma forma dos anos anteriores, nossa governadora deverá apresentar um balanço das ações realizadas no exercício passado em todas as áreas do governo e apontar as metas para este ano, na minha opinião com algumas prioridades como obras de recuperação da malha viária, as importantes obras hídricas em andamento no Estado e outras ações em parceria com o governo federal em vários setores”.

“Penso que será uma mensagem bem dentro da nossa realidade, levando em conta este novo momento de parceria com o governo do Presidente Lula, mas levando sempre em conta as dificuldades financeiras provocadas por fatores externos já amplamente divulgados”, arguiu Francisco do PT.

Ex-líder do governo e da base de sustentação politica da situação, o deputado George Soares (PV) considera que sa governadora Fátima Bezerra “tem mantido a estrutura do estado funcionando, que isso é muito bom. E vem conseguindo recursos extras para obras estruturantes. Então vejo com boas perspectivas o ano 2024”.
Deputado da situação, Kleber Rodrigues (PSDB) acha que a governadora “deverá fazer um balanço de todas as dificuldades enfrentadas no ano de 2023 e falar sobre as ações empreendidas”.

Kleber Rodrigues disse “saber do grande esforço e empenho que ela vem fazendo. Estamos com muita expectativa, sobretudo na área da saúde e no programa de melhoria das estradas”. Aliás, segundo Rodrigues, “o governo do RN já anunciou que investirá mais de R$ 400 milhões em recuperação de estradas este ano”. Rodrigues enumerou que “na saúde, o programa Mais Cirurgia vai ampliar ainda mais o ritmo, atendendo a milhares de pessoas que aguardam por cirurgias eletivas . São ações como essas que deverão ser detalhadas pela governadora”.

Segundo Rodrigues, outro foco também deverá ser o equilíbrio financeiro: “O Estado aderiu ao PEF (Programa de Equilíbrio Fiscal), que irá ajudar no desenvolvimento e no ajuste das contas públicas”.

O situacionista deputado Hermano Morais (PV) afirma que a sua expectativas é positiva, “em que pese as dificuldades enfrentadas. Com os ajustes necessários, as parcerias que serão estabelecidas através de PPP’s, os investimentos em obras estruturantes como a recuperação de estradas e o necessário apoio do Governo Federal em projetos de maior envergadura como os inseridos no PAC 3, o RN crescerá. Hermano Morais destaca “otimismo”, diante da possibilidade “de incremento de novas parcerias com Estados vizinhos, visando o desenvolvimento regional, principalmente agora que a governadora Fátima Bezerra está no comando do Consórcio Nordeste”.

Trabalho será dividido com eleições municipais

Em ano eleitoral, os deputados estaduais também terão de conciliar a atuação parlamentar – com presenças em sessões, votação de matérias e fiscalização do Executivo, com visitas às bases políticas no interior e participação nas campanhas de candidatos a prefeitos.

Com base política em diversas regiões do Estado, o deputado estadual José Dias (PSDB) afirma que continuará “trabalhando muito, como sempre. E, como sempre, priorizando as questões que tradicionalmente são caras ao meu mandato, partindo sempre da premissa de bem atender às demandas do povo do Rio Grande do Norte, aqueles que me elegeram, e também quem não votou em mim,independente de grupo, região ou município, mas, naturalmente, dando uma atenção maior a quem constantemente travou comigo um diálogo franco e positivo”.

A deputada estadual Cristiane Dantas (Solidariedade) tem base eleitoral no Agreste, principalmente, e disse que “não tem dificuldade em conciliar a atuação parlamentar com o apoio às bases e lideranças políticas. Já passei por esses momentos em mandatos anteriores e sempre cumpri com minhas atividades nas sessões em plenário, nas comissões e, nos horários em que não estou na Assembleia, concilio com minhas bases políticas no interior.

Para o deputado estadual Luiz Eduardo (Solidariedade), que tem base sobretudo no Mato Grande, Vale do Ceará Mirim, “realmente será um exercício enorme de organização e planejamento. Gosto muito do trabalho que faço e sinto muita satisfação e prazer em atuar na minha rotina política”.

Na avaliação de Luiz Eduardo “isso facilita o nosso desempenho, porque onde muitos veriam cansaço e excesso de trabalho, eu vejo oportunidade de melhorar a nossa produtividade política. E é isso que Natal está precisando, de produtividade, mais emprego e foco em desenvolvimento”.

O deputado estadual Francisco do PT é baseado eleitoralmente no Seridó e esclarece que “pretende atuar como já vem fazendo nos últimos anos. Viajando ao interior para interagir com as bases, participando das sessões ordinárias, comissões permanentes e frentes parlamentares”. “Evidente que no período eleitoral intensificamos nossa presença no interior, especialmente nos fins de semana.”, alertou Francisco do PT.

O deputado George Soares (PV) com base política no Vale do Assu e região Salineira, admite que em de eleições “a agenda política realmente fica muito corrida, mas sempre mantenho a presença nas sessões ordinárias da casa, e concilio a agenda eleitoral no horária da tarde e noite”.

Já o deputado Kleber Rodrigues foca sua atuação na região Agreste e Metropolitana e afirma que “essa é uma atividade que há quatro anos já desenvolve com muita tranquilidade e equilíbrio”.

Agora, segundo Rodrigues, “a prioridade, claro, é o meu mandato como deputado estadual. Afinal, fui eleito para isso e trabalho diuturnamente nas demandas do nosso povo”. Mas, segundo Rodrigues, “a campanha eleitoral municipal é importantíssima por decidir os destinos das gestões municipais. Como cidadão e como deputado atuarei apoiando e colaborando”.

Tambem votado em diversos municípios alem de Natal, o deputado estadual Hermano Morais (PV) diz que sua “rotina sempre foi de muito trabalho, procurando dividir da melhor maneira o trabalho na Assembleia Legislativa e a assistência ao eleitorado. Nos anos eleitorais a demanda aumenta, mas sabe conciliar”.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras