RN Governo - Agosto

Entrevista de advogado tenta confundir população do Assú

Derrotado nas urnas, Ivan tenta manobras jurídica para anular eleições

Depois da derrota nas urnas no pleito eleitoral ocorrido em novembro, a oposição de Assú tenta manobras, não só para anular o resultado das urnas, mas, para deixar o grupo vivo e atuante pensando em eleições futuras.

Com tal intuito, um dos advogados da coligação, Felipe Cortez, concedeu entrevista ao programa discussão aberta, deste sábado, 09, onde, entre outras coisas, tentou antecipar decisões judiciais e confundir a opinião pública com comparações infundadas, além de omitir os casos de corrupção que foram apontados contra o grupo que ele próprio defende.

Durante a entrevista, o Advogado usou como exemplo, o caso de Abelardo Filho, ex-prefeito do Alto do Rodrigues que foi retirado do cargo por ter disputado as eleições com seu registro eleitoral sob judice, entre outros casos que não tem qualquer ligação com as acusações feitas pela oposição do município.

Em suas palavras, o advogado não citou, em qualquer momento, a ação coordenada entre Polícias Federal, Civil e justiça eleitoral que encontrou provas robustas contra vereadores e coordenadores da campanha de Ivan Jr. Ou sobre o processo que o deputado Nelter Queiroz, apoiador do seu grupo, respondeu por ser acusado de comprar de votos na cidade de Jucurutu.

O Advogado ainda afirmou que não discutiria sobre as provas apresentadas, e próximo ao final de sua entrevista, para justificar uma possível derrota, afirmou que: “Cabeça de Juiz e bunda de menino novo é um mistério.”.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras