RN Governo - Agosto

Julgamento que pode tornar Bolsonaro inelegível está 3 a 1; sessão será retomada nesta sexta-feira

Na manhã desta quinta-feira (29), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seguiu com o julgamento que pode tornar o ex-presidente Jair Bolsonaro inelegível durante oito anos. Durante a sessão, que teve início às 9h, a ação recebeu três votos a favor da inelegibilidade, dados pelo relator ministro Benedito Gonçalves, e pelos ministros Floriano Marques e André Tavares, e um voto contra por parte do ministro Raul Araújo. O julgamento será retomado nesta sexta-feira (30), tendo a ministra Cármen Lúcia (segundo a cronologia estabelecida pelo TSE para o julgamento) como a próxima a votar.

Na sessão realizada na terça-feira (27), Gonçalves votou pela condenação de Bolsonaro à inelegibilidade, por entender que o ex-presidente cometeu abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação para difundir informações falsas e desacreditar o sistema de votação.

O relator também votou pela absolvição de Braga Netto, candidato a vice-presidente na chapa de Bolsonaro nas eleições de 2022. Para o ministro, ele não participou da reunião e não tem relação com os fatos.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras