RN Governo - Agosto

Oposição ainda não abriu diálogo para ter candidatura única à Prefeitura de Mossoró

 

Foi apenas uma confraternização na casa de praia do vice-prefeito dissidente Fernandinho das Padarias. Assim reagiu o líder da oposição na Câmara Municipal de Mossoró, Tony Fernandes, que está trocando o Solidariedade pelo Avante para consolidar o seu nome no tabuleiro da sucessão mossoroense 2024. “Não conversamos nada sobre aliança”, afirmou em entrevista ao Jornal de Fato nesta segunda-feira, 22.

O encontro na casa de Fernandinho, em Tibau, ocorreu na tarde de sábado, 20, reunindo nomes da oposição como a pré-candidata à prefeita pelo PT, deputada estadual Isolda Dantas; vereadores, pré-candidatos à Câmara Municipal e dirigentes de partidos como Avante, PT, PCdoB, Rede e PV. Logo, ganhou repercussão no noticiário político local, no entanto, o churrasco promovido pelo vice-prefeito não foi além da confraternização de amigos e familiares de Fernandinho, com a presença de políticos.

É claro que existe a possibilidade de a oposição construir uma frente ampla para disputar a Prefeitura de Mossoró. Dirigentes partidários já acenaram de forma positiva. Além de Tony e Isolda, a ex-prefeita Rosalba Ciarlini (Progressistas) também se mostra aberta ao diálogo como forma de a oposição ter candidatura única à sucessão municipal.

Esse diálogo vai ocorrer em algum momento, na opinião dos dirigentes, entretanto, nesse momento há um trabalho individual de cada pré-candidato para projetar o nome. Tony Fernandes, por exemplo, aguarda uma decisão do Avante para definir o evento que marcará a sua filiação e o lançamento da pré-candidatura a prefeito.

“Temos conversado com o presidente Jorge (do Rosário) e estamos aguardando o momento certo para realizarmos o encontro do Avante”, disse Tony. O partido pretende realizar um grande evento onde, também, apresentará a nominata de candidatos e candidatas à Câmara Municipal de Mossoró. A ideia do Avante é ter a presença do presidente nacional do partido, deputado federal Luiz Tibé (Minas Gerais).

Já Isolda Dantas teve a pré-candidatura à prefeita confirmada pelo PT. A parlamentar aceitou a convocação e tem repetido, em entrevista, que o desafio foi aceito para “livrar Mossoró da situação em que se encontra”. Isolda, porém, admite que está aberta ao diálogo para a formação de uma frente ampla. Ou seja, a parlamentar tanto pode receber apoio de outros nomes da oposição, como pode passar para a condição de apoiadora.

Rosalba Ciarlini é o terceiro nome da oposição à sucessão municipal. Recentemente, em entrevista ao jornalista Vonúvio Praxedes, ela afirmou que se for a vontade de todos que querem um projeto novo para Mossoró, aceitará disputar as eleições deste ano.

Rosalba foi convidada para a confraternização na casa do vice-prefeito Fernandinho, mas não compareceu em razão de questão familiar. Ela justificou a ausência.

fonte Jornal de Fato

anuncie

Reges - Sites para prefeituras