RN Governo - Agosto

Potigás afirma que aumento no gás não afeta mercado potiguar

Desde o domingo passado (1º) que o custo do gás natural no Brasil  está mais caro. A Petrobras anunciou, no fim da semana passada, que faria um reajuste de 19% no valor do metro cúbico do combustível, em relação ao preço do trimestre apurado entre fevereiro e abril. A decisão, no entanto, não deve afetar o mercado do Rio Grande do Norte.

Pelo menos é o que aponta a Companhia Potiguar de Gás, a Potigás. Em comunicado emitido nesta segunda-feira (2), a empresa estatal comentou que o aumento indicado pela Petrobras não afetará os preços de venda de gás natural porque o fornecedor local é a Potiguar E&P. A empresa, subsidiária da PetroReconcavo que recentemente adquiriu os ativos colocados à venda no RN, pratica uma política de preços diferente da Petrobras, portanto não sofre as variações de preço do petróleo no mercado internacional.

A Potiguar E&P é a principal supridora da Potigás, produzindo gás desde que venceu a chamada pública para substituir a Petrobras no mercado de gás do RN. Além da Potiguar E&P, a Potigás tem a empresa portuguesa Galp, que atua de forma complementar para  garantir o fornecimento pleno.

A presidente da Potigás, Larissa Dantas, ressaltou a vantagem competitiva da empresa ao trocar a Petrobras por fornecedores privados de gás natural.

 “Assinamos um contrato com um novo fornecedor de gás, com isso conseguimos essa tarifa competitiva e no final do ano passado tivemos mais demanda de gás, fazendo com que assinássemos com outro fornecedor, de uma empresa multinacional, com mais volume. Foi um pouco antes da guerra da Rússia e da Ucrânia, já estava faltando gás, e agora mais ainda. Como os outros estados, além da gente só Bahia e Alagoas conseguiram implementar o novo mercado de gás do início ao fim, com vários fornecedores, acesso a unidades de processamento, e eles ficaram sem opções de fornecedores, continuando com a Petrobras”, comentou a executiva.

A medida fez com que o RN tivesse a terceira menor tarifa do Nordeste, ficando à frente de Bahia e Pernambuco. A Potigás fechou 2021 com lucro líquido de R$ 15,8 milhões, valor 50% maior do que o exercício anterior. “Temos preço garantido para 2022 e 2023 gás natural on shore, extraído dentro do RN. Esperamos que no final de 2022 o lucro continue nesses patamares porque temos aumentado o volume apesar do preço ser mais baixo, mas a ideia é essa: beneficiar o consumidor final”, completou Dantas, na entrevista publicada no domingo.

Nacional

Segundo a Petrobras, o acréscimo de 19% no valor do m³ se dá por conta das variações do petróleo Brent e da taxa de câmbio, sguindo a linha da política de paridade de preços com o mercado internacional. Os preços reajustados ficarão vigentes até 31 de julho.

A nível nacional, a medida não afetará, de acordo com a empresa estatal, os botijões de gás liquefeito de petróleo (GLP), mas principalmente quem consome gás natural canalizado, motoristas com carros que utilizam Gás Natural Veicular (GNV) e setores da indústria, como metalúrgica, química, farmacêutica e têxtil, que usam o gás natural como fonte de energia.

Desde 2016, a Petrobras adota a Política de Preços de Paridade de Importação (PPI), vinculando os preços brasileiros aos que são praticados no mercado internacional, a partir dos valores do barril de petróleo tipo brent, calculado em dólar. Nos últimos meses, houve uma grande elevação da sua cotação sob influência dos impactos da guerra na Ucrânia, entre outros fatores. O barril saltou de 82 dólares em janeiro para US$ 130 em março, e ontem estava cotado a US$ 107.

Modelo

Em meio a esse turbilhão de aumentos e mudanças de preços, a  Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) determinou uma mudança nas bombas de combustíveis. 

Até o próximo sábado (7), obrigatoriamente os postos em todo o país devem exibir os preços com duas casas decimais e não mais com três, como é hoje. Segundo a ANP, o objetivo é “deixar o preço do combustível mais preciso e claro para o consumidor, além de estar alinhado com a expressão numérica da moeda brasileira”.

No entanto, diretamente nas bombas será permitido que o terceiro dígito seja mantido, desde que seja zero e fique travado no momento do abastecimento. A agência avaliou que essa mudança não implicará impactos no valor final dos preços dos combustíveis, uma vez que ela não trará custos relevantes aos revendedores, nem restrições aos preços praticados.

Petrobras reajusta querosene de aviação em 6,7%

Além do gás natural, a Petrobras anunciou novo reajuste. O valor do querosene de aviação terá um acréscimo de 6,7% em relação ao mês anterior, informou em nota a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Segundo dados da petroleira compilados pela entidade, de 1º de janeiro a 1º de maio a alta acumulada chega a 48,7%.

No ano passado, o aumento acumulado do QAV foi de 92%. “Mais uma vez o reajuste anunciado pela Petrobras comprova como as companhias aéreas enfrentam diariamente uma alta de custos estruturais, sobretudo com o atual cenário de guerra na Ucrânia, que traz muita pressão sobre o preço do barril de petróleo e para a cotação do dólar”, afirma em comunicado o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz. “O setor permanece resiliente, mas a atual conjuntura traz muita dificuldade para podermos obter uma recuperação vigorosa diante da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus”, acrescenta.

Segundo a Abear, historicamente o QAV é o item de maior ineficiência econômica para as companhias aéreas brasileiras e responde por mais de um terço dos custos do setor.

“O Brasil é o único país do mundo que tem um tributo regional sobre o QAV, o ICMS. Já as empresas estrangeiras não pagam esse imposto para abastecer em território nacional. É por isso que uma viagem internacional, muitas vezes, é mais barata do que um voo doméstico, considerando distâncias similares”, destaca a associação.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras