sao joao assu

Preços da gasolina e etanol sobem e do diesel cai na 1ª semana de julho

O preço do litro da gasolina nos postos no Brasil apresentou um aumento de 1,81% na semana passada (26 de junho a 2 de julho) em comparação com a semana anterior (19 a 25 de junho), com valor médio de R$ 5,595 — variação de R$ 0,100 por litro. Na semana anterior o valor médio era R$ 5,495. No caso do etanol hidratado (usado diretamente pelos veículos) no País, considerando o mesmo intervalo de tempo, o  preço médio subiu 0,86% passando de R$ 3,815 para R$ 3,848 o litro.

No Rio Grande do Norte, houve uma redução de 0,08% no preço da gasolina na última semana, com preço do produto passando de R$ 5,769 para R$ 5,764 (- R$ 0,005)

O levantamento nacional de preços de combustíveis da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, tem por base transações realizadas em cerca de 25 mil postos de combustíveis de todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, houve uma redução de 0,08% no preço da gasolina entre a semana de 26 de junho a 02 de julho e a semana de 19 a 25 de junho, com preço do produto passando de R$ 5,769 para R$ 5,764 (- R$ 0,005).

 “Esse foi o primeiro aumento na bomba após duas semanas em queda”, diz Brendon Rodrigues, Head de inovação e portfólio na ValeCard. “Porém, embora fosse esperado o aumento devido à reoneração dos tributos federais sobre gasolina e etanol, a nova política de preços da Petrobras suavizou esse impacto e a tendência para as próximas semanas é a de o mercado manter um patamar equilibrado de valores, já que o repasse é gradual”, explica. 

No dia 01 de julho entrou em vigor o novo preço do litro da gasolina nas refinarias da Petrobras, que passou de R$ 2,65 para R$ 2,52, uma redução de aproximadamente R$ 0,14 o litro ou 5,3%. 

Os dados da primeira semana de julho de 2023 mostram que os estados que registraram a maior alta no preço da gasolina foram Acre (4,85%), Rio Grande do Sul (3,62%) e Sergipe (3,58%). Em contrapartida, as maiores reduções ocorreram na Paraíba (-2,68%), Roraima (-2,68%) e Piauí (-2,16%). Considerados os preços médios praticados nos estados, o maior valor foi registrado no Acre (R$ 6,619); já o menor valor médio foi de R$ 5,436, em São Paulo.  

Segundo a ValeCard, para que o uso de etanol hidratado compense financeiramente em relação à gasolina, descontando fatores como autonomias individuais de cada veículo, o valor do litro do combustível renovável deve ser igual ou inferior a 70% do preço do litro do combustível fóssil.  Considerando essa metodologia, na quarta semana de junho valeu a pena abastecer com etanol no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo.

anuncie

ar