RN Governo - Agosto

Relatório final da CPI da Covid é protocolado na PGR, em Brasília

O Presidente da CPI da Covid-19 na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o deputado estadual Kelps Lima protocolou na tarde desta terça-feira (22) o relatório que indiciou dois governadores e servidores do Consórcio Nordeste, junto à Procuradoria Geral da República (PGR), em Brasília. A principal denúncia refere-se a uma possível fraude na compra de 30 respiradores em abril de 2020, que não terminaram sendo entregues aos nove estados nordestinos,  causando prejuízo de mais de R$ 48 milhões. 

O deputado Kelps Lima esteve na PGR acompanhado dos senadores Marcos Rogério (PL-RO) e Eduardo Girão (PODE-CE),  a quem agradeceu o apoio para tentar levar o caso à CPI da Pandemia, no Senado da República. “Sem eles, a CPI da Covid-19 que investigou o roubo de R$ 50 milhões em respiradores, não teria sido nacionalizado”, disse ele, que foi recebido pelo procurador da República, Augusto Aras, ao lado do deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB), que também foi membro da CPI na Assembléia.

“Quem tem que agradecer somos nós, pela sua dedicação e busca de justiça”, afirmou Eduardo Girão, que completou: “Foi um trabalho que o  próprio procurador (Augusto Aras), que nos recebeu, reconhece, vai analisar e tomar providências, ficou muito evidente isso”.

Girão disse, ainda, que “tentou muito, durante seis meses das sessões da  CPI da Pandemia no Senado Federal”, fazer o que fizeram na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, investigar à compra de 30 respiradores pelo Consórcio Nordeste e não entregues aos estados.

“Infelizmente a gente não conseguiu, foi uma blindagem política que aconteceu, mas o Senado se sente representado pelo trabalho da CPI do Rio Grande do Norte, que acho que vai ter desdobramentos, porque o bem e a verdade, a justiça, vão prevalecer”, finalizou Girão.

O senador Marcos Rogério enalteceu o trabalho técnico feito na CPI da Covid-19 na Assembleia, pois o presidente, Kelps Lima, “não quis fazer um daquilo trampolim político, a espetacularização, a guerra das narrativas, investigou de verdade e conseguiu trazer o consolidado desse trabalho ao procurador Aras”.

Em 16 de fevereiro, o deputado Kelps Lima anunciava que a Procuradoria Geral da Assembleia havia concluído a redação final do relatório da CPI da Covid-19, e a partir daí começaria o envio de cópias do relatório para os órgãos de fiscalização e investigação, para a efetivação das medidas judiciais cabíveis.

“São milhares de páginas e documentos, inclusive os sigilosos, enviados para Policias Civil e Federal, Ministérios Públicos, Tribunais de Contas do Estado e da União, além da Procuradoria Geral da República, devido ao “indiciamento de dois Governadores”, Ruy Costa, da Bahia e Fátima Bezerra.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras