RN Governo - Agosto

Rendimento domiciliar per capita do RN é o maior do Nordeste, aponta IBGE

 

O rendimento domiciliar per capita (por pessoa) da população do Rio Grande do Norte foi o maior da região Nordeste no ano de 2023, com valor mensal de R$ 1.373. O Maranhão teve o pior desempenho do País, com R$ 945, enquanto o Distrito Federal registrou o maior valor no levantamento, com R$ 3.357. A média do Brasil ficou em R$ 1.893. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo IBGE.

Em comparação com todos os estados e o Distrito Federal, o Rio Grande do Norte ficou na 16ª posição. Nenhum estado do Norte ou do Nordeste teve valor maior que a média nacional.

O rendimento domiciliar per capita representa a razão entre o total das rendas domiciliares e o número de moradores. Nessa conta, o IBGE considera os recursos obtidos com o trabalho e outras fontes.

Os valores são publicados de forma resumida pelo IBGE em termos nominais (sem o ajuste pela inflação), o que dificulta uma comparação com anos anteriores.

A divulgação atende a uma lei complementar que estabelece os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE). Os dados são repassados pelo IBGE para o Tribunal de Contas da União (TCU) anualmente.

Confira o valor nominal mensal domiciliar per capita entre os estados do Nordeste em 2023:
Rio Grande do Norte: R$ 1.373
Piauí: R$ 1.342
Paraíba: R$ 1.320
Sergipe: R$ 1.218
Ceará: R$ 1.166
Bahia: R$ 1.139
Pernambuco: R$ 1.113
Alagoas: R$ 1.110
Maranhão: R$ 945

Fonte: IBGE

anuncie

Reges - Sites para prefeituras