RN Governo - Agosto

Servidores do INSS em Assú entram em greve

A greve dos servidores do INSS no Rio Grande do Norte já passa de um mês. O movimento segue por tempo indeterminado e segundo o Sindprevs/RN, mais de 80% da categoria já aderiu à paralisação. Os servidores da Previdência Social no estado aprovaram a greve em assembleia colegiada e deram início ao movimento em 23 de março, em ação articulada com outros estados do Brasil.

“Já tínhamos apresentado nossa reivindicação ao Governo e cobrado o cumprimento de um acordo feito em 2015 que até agora não foi cumprido. Os principais pontos da pauta são a recomposição salarial de 19,99% e a realização de um concurso público”, disse Márcio Freitas que integra a direção do Sindprevs/RN.

Segundo o Sindicato a implantação de jornada de 30 horas para todos os servidores também faz parte da lista de reivindicações da categoria.

Depois de uma reunião na manhã desta quarta-feira, 04 de maio os servidores do INSS em Assú aderiram a paralisação. Servidor aposentado, Nelson Inácio dos Santos Júnior é o representante do Sindprevs/RN em Assú. Segundo ele “a greve é justa primeiro pela defasagem salarial e depois pela deficiência na quantidade de servidores”.

Apenas para ilustrar no caso da unidade de Assú “se os servidores da Previdência Social resolvessem se aposentar pois já têm direito a agência seria fechada”.

A greve impacta diretamente quem precisa dos serviços do órgão previdenciário.

“De fato em toda greve a população é a principal prejudicada. As agências estão praticamente com todos seus serviços suspensos. Mas é uma greve por dias melhores. A greve tinha que acontecer pois as agências já não estavam dando conta da demanda pelo número insuficiente de servidores. O povo precisa de atendimento e os guichês estão vazios”, finalizou Márcio.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras