União Brasil pretende ampliar conversas para fortalecer partido

O presidente estadual do União Brasil, José Agripino, abriu os discursos em apoio ao deputado Paulinho Freire, que preside o diretório do partido em Natal. “A sua candidatura é a tradução da união do centro democrático”, disse ele, porque o que não se fez nas eleições para governador do Rio Grande do Norte nas eleições de 2022, “está sendo feito agora”.

José Agripino expôs que o União Brasil “é apenas um dos partidos, que junto com o PL do senador Rogério Marinho e do deputado federal General Girão e com o PP do deputado João Maia e com o PSDB do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, que “não veio, mas mandou um abraço para Paulinho Freire”, todos vão votar nele para prefeito de Natal.

Agripino reforço que “tem muito candidato posto a prefeito de Natal, mas um em quem o povo quer votar, está aparecendo agora, e é Paulinho Freire”.

Ex-governador do Estado, Agripino também fez questão de homenagear os partidos de centro, que “espontaneamente convergem para uma candidatura”, voltando-se para o senador Rogério Marinho, a quem deu as boas vindas, depois de citar os nomes de outros parlamentares presentes, em nível federal, estadual e municipal: “Uma coisa que queria, participar de uma aliança da qual você fizesse parte. Rogério Marinho é muitíssimo bem-vindo, é uma das maiores competências do Estado, em nome do Rio Grande do Norte, nós estamos nos unindo, o que está posto no governo do Estado, desculpe a ausência, não interessa ao nosso futuro, estamos ficando para trás de todo mundo, está na hora de fazer a virada e a virada começa com Paulinho Freire”.

Para Agripino, o deputado Paulino Freire “tem tudo para fazer uma campanha bonita. Ele é humilde, não é pretencioso, ele é a convergência do centro. Aqui os partidos de direita e de centro convergem naturalmente para a campanha dele. O que é preciso é que o povo entenda e conheça quem é Paulinho Freire”.
Freire disse que não tem dúvida do apoio de Agripino. “Se eu não acreditasse no apoio dele, eu não estaria aqui. O primeiro que deu aval foi ele, por ser presidente do nosso partido. Portanto, estou aqui apenas por causa do consentimento dele. Nunca lhe faltou apoio. Ele sempre nos deu total apoio. ”

Paulinho disse: “Toda aliança tem arestas que precisam ser suavizadas. Cada parte tem suas características, então cada parte está tentando suavizar as arestas. em Natal e “posso ir às eleições com muita energia e muita vontade de ajudar o povo de Natal”.

CONVERSAS
Em nota, o deputado federal Sargento Gonçalves que não esteve no evento como o deputado federal General Girão, ambos do PL, disse, por exemplo, que respeita a decisão da direção estadual do partido, mas que não vai se insurgir contra o senador Rogério Marinho.

“Mas, em conversa com o senador, deixei claro que não irei apoiar a pré-candidatura do deputado federal Paulinho Freire, pelo menos, neste momento”.

O Sargento Gonçalves arguiu que representa “uma parcela de cidadãos que confiaram o voto a mim e entendo que tenho esta responsabilidade, sendo assim, terei muita cautela nesta tomada de decisão”.
Segundo Gonçalves, no momento, continua afirmando que “espera votar em alguém que represente os ideais e princípios de direita, conservadores e principalmente, que seja de fato e de verdade oposição à esquerda”.

Gonçalves afirma que “não tem nenhum problema de ordem pessoal com Paulinho Freire, mas constatamos de acordo com o site Placar Congresso, que o mesmo votou 66% com o governo Lula, então não há como sustentar um argumento que este político é oposição ao câncer que destrói o nosso estado e nação e que tanto combatemos, às duras penas, ao custo de muito suor, lágrimas e até sangue de bravos e honrados brasileiros, como é o caso do patriota Clezão, morto covardemente, dentro do presídio da Papuda, vítima de uma injustiça irreparável ou do jovem Natalense Kelvin, assassinado na comunidade de Mãe Luiza, em nossa cidade, pelo simples fato de expor que era eleitor do presidente Bolsonaro.

Apoiadores dão projeção à gestão e ações para Natal

O prefeito em exercício, Eriko Jácome (MDB), justificou o apoio de metade da composição da Câmara Municipal ao projeto político do deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) deve-se ao fato dele “conhecer os problemas dos bairros e conjuntos da cidade”.

Presidente licenciado da CMN, Jácome chegou a perguntar à assistência no auditório da Arena das Dunas, se tinha alguém em Natal que “possa ter mais sensibilidade” do que um ex-vereador de seis mandatos, presidiu seis vezes a Casa legislativa “e foi reconhecido como excelente gestor, foi deputado estadual e já foi prefeito, hoje é deputado federal e conhece de fato os problemas que Natal precisa resolver para crescer e avançar”.
Já o presidente em exercício da Câmara, vereador Hermes Câmara (PSDB), destacou a correção política de Paulinho Freire, “o resultado disso é consequência, quero voltar a minha época dos 18 anos, entregando santinho rua rua a rua”.

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Tomba Farias (PSDB), disse que Natal “precisa de uma pessoal que conheça cada palmo desse gestão, e Paulinho conhece todos os problemas da cidade, que precisa de opção e fazia muito tempo que não tínhamos uma união como essa”.

Para o deputado Benes Leocádio o deputado Paulinho Freire contribuiu para formação de chapas de eleições de vereadores, deputados estaduais e federais e senadora. “Essa é a união de quem esteve ao seu lado, é a hora vez de Paulinho prefeito de Natal”.

anuncie

Reges - Sites para prefeituras